Explicando erros que nada importam no contexto

Nao vou mais me importar com acento circuflexo e agudo, til, trema e ate mesmo cedilha, nao tenho aqui um teclado apropriado para isso. Me desculpem professores e a lingua portuguesa e brasileira.

29.12.09

Sempre pra sempre verdadeiro

Não significa que fico escrevendo e profetizando e poetisando, falando de coisas que talvez pra você tenha um significado apenas, ou que talvez não signifique nada por enquanto, que tudo isso seja pra uma pessoa, que isso tudo seja pra um proposito, que isso tudo aconteça por acaso ou por que quero simplesmente, que tudo isso que eu escrevo seja inutil ou seja util apenas pra uma pessoa. Não. Isso só tem uma razão, que vem do meu profundo e eterno sentimento de me fazer amar e ser amado, ser compreendido, pois a solidão que todos possuem, em mim se a flora e me inspira, me transcende, me torna mais humano e muito mais compreensivo.

Sua solidão nada vale se você é cercado de pessoas que te enganam com falsos sentimentos, falsas idéias, falsas ações... que pra você pode significar algo agora, mas no futuro o que permanecem são os verdadeiros sentimentos, verdadeiras idéias, verdadeiras ações(por mais que sejam reprimidas e incompreendidas). Por isso acredito nos meus príncipios, plantei-os, e vou colhe-los!

Livre liberdade que assombra minha mente, mente essa que cansou dos mesmos hábitos, das mesmas condições. Salvo sempre por uma mente realista mas acima de tudo possitivista, que sabe lembrar de coisas boas apenas, coisas boas de pessoas boas(por mais orgulhosas que elas sejam). Agradeço por elas existirem, compreendo, aprendo, e tento não fazer com os outros o que elas fizeram comigo.

Sempre um desabafo para o descaso, sempre uma causa por um amor, sempre um descaso por causa de um impulso, sempre o pra sempre verdadeiro do que o nunca que nunca é verdadeiro.

Faça sua escolha, eu ja fiz. Morrerei no sempre pra sempre verdadeiro.

28.12.09

É...

difícil perder-se. É tão difícl que provavelmente arrumarei depressa um modo de me achar, mesmo que achar-me seja de novo a mentira de que vivo."

Clarice Lispector

20.12.09

O pior é que eu gosto muito de você

Outro dia, do nada, ela me aparece com uma conversa estranha, que a princípio me agradou, e muito; de que havia sumido por vários motivos, não só por que estava namorando mas pelo TCC, pediu desculpas e veio me dizer:

- O pior é que eu gosto muito de você! você tem um coração de ouro...

Mas eu por ser bobo, bonzinho ou ingenuo, ou os 3 juntos, não me atentei a um detalhe, ao "o pior é que..." e só dei importancia para o "gosto muito de você". Quando me deparei com esta situação ja era tarde para voltar no assunto, mas em meio a conclusão que ela namora e eu não, percebi que ela não está feliz com o "tal".

Ela com seus 20 e poucos e ele com uns 30 e tantos, é justificável que ele só queira saber de uma coisa (que pra ela não é tudo) e isso a cansa. Cansa a ponto de me dizer:

- O pior é que eu gosto muito de você! você tem um coração de ouro...

Parando pra pensar, eu ainda sou apaixonado por ela, pela cor de pele dela, pelo cheiro dela, pelo sorriso dela, pelo jeito dela, pelo nome dela, pela beleza dela. Está bem, exagerei um pouco por que sei que um dia ela vai ler isso, mas duvido que ela vai me arrumar um tempo pra que possa dizer isso e muito mais ao pé da boca e do ouvido dela ao vivo e a cores.

8.12.09

Respiração circular

Assim alguns chegam ao transcendentalismo, com respiração circular, técnica usada por muitas pessoas como elevação espiritual e carnal. Usado principalmente pelos orientais, iogues, monges tibetanos e zen. Esta técnica é usada também por aborígenes da Austrália e Tasmania com a utilização do Didgeridoo, instrumento de sopro feito de eucalípto australiano.


Aí está um video de dois tocadores de didgeridoo e um de hang drum, harmonia perfeita!




A técnica consiste em inspirar pelo nariz e espirar pela boca com intervalos pequenos, oxigenando o cérebro, causando um certo tipo de elevação, como se fosse um quase desmaio, mas consciente. Dizem ainda que o uso continuo do instrumento durante uns minutos criasse um tipo de "elo", essa é a sensação da elevação espiritual e carnal que proporciona a respiração circular.

Ainda quero um Didgeridoo, acho o som hipnotizante e transcendental, quando eu aprender, hipnotizo vocês! auhauhauha

ॐ Namastê

24.11.09

Eu sei




Sei que você me lê
mas finge não entender

Também sei que você pensa em mim
mas não sabe o que fazer

Sei o que transparece a você
mas você não transparece a mim

Você sabe que tudo isso tem sentido
mas pra que sentido se existe amor?

Sei que nada que me disserem importa
mas o que importa não tem mesmo sentido

Eu sei o que quero, saber, pensar, amar, viver, sentir, ver, fazer
mas você foge, mesmo ainda sabendo como me dar prazer

23.11.09

O solteiro

Esse é um autor que muito me identifico e sempre que puder trazer algo dele, trarei!!!
Simples, direto, linguagem expressiva, e sempre com um contexto sentimental e comportamental!
Vale a pena ler Marcelo Rubens Paiva.

_

O solteiro

Por Marcelo Rubens Paiva

É a maior praga da cidade. Indesejado e evitado.

Muitos o olham e perguntam o que tem de errado, por que está sempre só, é gay, é estranho, é um mala, é o quê? Na Galiléia, seria colocado pra fora dos muros que cercavam as cidades, com os leprosos, aleijados, atendentes de telemarketing e prostitutas.

Um solteiro incomoda muita gente. Incomoda as solteiras, que veem nele um marido em potencial, mas que nunca toma a iniciativa de um diálogo mais sério e apenas quer por algumas noites apenas. “Este aí, sai fora, fuja dele, suma, evite, ele só quer te comer.”

As solteiras sabem bem com quem devem se envolver e quem evitar.

Já as recém-solteiras, carentes, traídas e abandonadas são as vítimas certeiras do solteiro-que-só-quer-comê-las, a praga.

Elas ainda acreditam em amor, esse sentimento nobre que nomeia uma paçoca.

Elas ainda acreditam nos homens, os babacas. Elas querem curar uma ferida rapidamente. Ingênuas, são as que mais odiarão cruzar o caminho de um solteiro convicto.

Os casados amigos ou conhecidos e até inimigos o invejarão, pois creem que a vida do cara solteiro é eletrizante, 100% emoção, mais de mil garotas, noites ardentes, manhãs inexistentes, roda viva, luta sem fim, de loiras a morenas a ruivas a japas a mãezinhas a coroas a ninfetas a primas a vizinhas a colegas a amigas a ex e muitas ex, ex, ex, ex.

As casadas olham o solteiro com desconfiança, pois podem influenciar seus maridos, a liga é frágil, a corda é bamba, a vida é loka, o mar está pra peixes e sereias, e seu maridinho pode cair no papo do amigão solteirão, que sempre o convida para aquela balada após o badalo das horas.

Para a casada, um solteiro é uma ameaça à paz tênue de seu casamento. Fora que ela mesma, a casada, confunde-se quando se pega sozinha pensando no amigo-solteiro do marido. “Meu! Que estou fazendo?!”

Mas mal sabem todos o quanto o solteiro inveja seus amigos casados e sonha encontrar mulheres-esposas como aquelas, para chegar em casa todos os dias e oferecer flores e paçoca AMOR.
_
Retirado de http://blog.estadao.com.br/blog/marcelorubenspaiva

16.11.09

Há um pouco de ficção na sua realidade...




Mais uma dica, esse é uma que vale pra vida toda, conceitos filosóficos, politícos, religiosos... tudo em um tema só, como é possivel? Tudo em Matrix, e pra melhor compreensão em curtas de Animatrix que você acabou de ver.
Sempre lembre-se "há um pouco de ficção na sua realidade, e um pouco de realidade na sua ficção"

ૐ Namastê ૐ

Ego

Essa mensgem deve ser passada pra frente!
O orgulho nada lhe trará de bom, machuca, mata pessoas de todas as idades, credo, classe social; destrói famílias, magoa, faz guerra. Então, toda vez que for tomar uma atitude, ou dizer algo, pare, respire, pense, lembre-se sempre dessa mensagem abaixo:



e lembre-se também, que se passar por cima do seu orgulho, sempre terá alguém pra te aceitar e perdoar.
Boa semana!
Namastê

15.11.09

Reviver

Como ja dizia Osho: "Abandone a mente que pensa em prosa;
reviva outro tipo de mente, que pensa em poesia."


Aqui estou, vira e mexe penso em poesia, sempre um sentimento,
mas quem sabe mais pra frente me dedico a outros sentimentos; esta é meia boba,
mas é sincero e não tenho vergonha do que é sincero!

_

N
essa luz azul da paz
é a Lua que você me traz

Nesse Sol que me ilumina
é o seu calor que me domina

Com você de noite e de dia
Ao longe foi, penso como seria

Seu sorriso estampa minha vida
essa minha vida que segue sem você
mas o que é que eu posso fazer
se é pra sempre que quero você?
[...]

5.3.09

Sonho premeditado

Uma chave, uma fechadura. Essa história começa literalmente abrindo uma porta.

Como sou feliz em morar nesse apartamento, um local bom, tenho condução pra qualquer lugar da cidade ou até mesmo do país com transporte coletivo não muito lotado, ilusão? é, pode ser, mas é por que você não mora por aqui. Vigésimo andar, um por andar, pé direito alto, janelas com abertura ampla, vigas e mais vigas que habitam junto comigo e mais meus moveis, só e nada de paredes, o único cômodo que é separado são o banheiro e o lavabo, uma sacada mediana que é intercalada com os outros andares, cada andar a sacada se encontra em um lado do prédio pra poder ter maior entrada de luz. Há nele ainda uma rede, um mini cinema, um fliperama, sistema de som ambiente e outros entretenimentos. Enfim, um sonho.

Eram por volta de 4 ou 5 da tarde de um dia de semana qualquer. Porta destrancada, mas antes de abri-la, me passou uma leve brisa com um perfume feminino suave, mas foi o suficiente pra que eu notasse e me virasse pra ver se havia uma mulher por perto, mas não, não havia. Giro a maçaneta e empurro a porta. La estava ela, no sofá, deitada, meia sonolenta, tomando algum drink qualquer. Minha mulher, não é extamente minha mulher, não somos casados mas ja a chamava assim, minha mulher.



Eu: Hey!

Ela: Tentei de ligar a tarde toda...

Eu: Sem problemas, estava meio ocupado.

Ela: Sei... Você quase sempre fala isso, mas tudo bem. - meio que dando de ombros, mas na sequencia ja abriu um sorriso, que me fascina, e foi falando e se aproximando - Fiz um drink pra mim, você estava demorando... E queria fazer algo, estava entediada, quase dormi sabe? Não te vejo faz um tempo.

Sem hesitar, ri descomunalmente.

Eu: Mas a gente esteve juntos esta manhã.



Quando ela se encostou em mim, coloquei minhas tralhas no sofá ao lado e lhe beijei.

Ficamos aquele fim de tarde toda jogados na sala vendo TV, enquanto eu relaxava ela sempre tinha uma mania que sempre foi dela, única e original pra mim, gostava de apertar e morder minhas orelhas. Ora achava estranho, ora achava a melhor coisa do mundo.

Sem saber ao certo o que acontecera desde o momento em que destranquei a porta, tento me lembrar de alguns momentos ao decorrer desta cena, que parecia uma cena anormal de filme, mas que não me lembro de tudo.

Ilusão? é, pode ser até mesmo um sonho, que na sequência abri os olhos com o barulho da porta principal se destrancando e abrindo. Era ela, entrou linda, minha mulher. Com a porta ainda aberta, os cabelos voavam e ficava ainda mais bonita, parecendo cantora em clip de televisão com cabelos esvoaçantes, com o rosto levemente maquiado.



Ela: Hey!
Eu: Tentei te ligar a tarde toda.
[...]



Sim, tudo aquilo foi um sonho.