Explicando erros que nada importam no contexto

Isso aqui se tornou a minha privada, sentimental ou não, geralmente de vômitos e cagadas cheios de odio, tristeza e algumas lagrimas secas de amor. This has become my sentimental(or not) toilet bowl, usually vomit and shit filled with hate, sadness and some dry tears of love.

1.9.17

Quero ser aquele cara...

Quero ser aquele cara que prepara o jantar antes dela chegar em casa depois de um dia de trabalho exaustivo, e enquanto ela janta eu preparo um banho de banheira, separo o pijamas, e depois no final faço uma massagem nos pés dela.

Quero ser aquele cara que vai buscar ela onde estiver pra podermos sair juntos, levar pra jantar quando não houver comida na geladeira, e no dia seguinte mesmo eu acordando cedo e ela tarde, deixo preparado o cafe da manha pra ela antes de sair de casa...

Quero ser aquele cara que mesmo que as coisas não estejam bem, vou estar ao lado dela não importando as circunstancias, o que importa são as consequências de um relacionamento forte e de companheirismo...

Quero ser aquele cara que sempre sorri quando a vê do outro lado da rua, quando desceu do busão, ou chegando de viajem, mesmo quando foi uma viajem que ela comprou sem ao menos falar comigo sobre e ainda sim a apoio e incentivo. Ou seria eu um bobão, babaca, corno, cego por amor se agisse dessa forma?

Quero ser aquele cara que presta atenção em tudo que ela fala, mesmo que seja apenas de interesse dela pq ela é a pessoa que mais interessa na minha vida...

Quero ser aquele cara que a apoia em todas as decisões, mas que da conselhos quando necessario.

Quero ser aquele cara que é o melhor amigo dela, que possa falar de literalmente tudo, sem tabus e sem frescuras, e que seja o amante e o amor da vida dela ao mesmo tempo...

Quero ser aquele cara que sorri quando a vê em momentos corriqueiros, mesmo eu tendo passado o dia todo com ela...

Quero ser aquele cara que faz a faxina ou que chega do trabalho no final de semana e ainda ajuda ela a fazer a faxina semanal, pra que a gente termine o mais rápido e podemos aproveitar o resto do final de semana juntos, nem que seja no sofá assistindo filmes e series, ou ir num barzinho com amigos, ou fazer bate-volta pra praia ou pro campo.

Quero ser aquele cara que pergunta, ouve, entende e atende o que ela tem a dizer e pedir, que sabe e faz questão em como dar prazer a ela, na cama e fora dela.

Quero ser aquele cara que vai a academia com ela mesmo nem estando afim de ir, mas vou pra incentivar e ajudar na meta dela.

Quero ser aquele cara que sabe o que quer, mas que espera um pouco de atitude dela também... também pq eu me importo com o que ela quer, mais com o que ela quer e nem tanto com o que eu quero, pq na verdade se pra ela ta bom, pra mim ta ótimo... ou seria muito tudo isso? Ou seria pouco desafiador pra ela? Estou me entregando demais? Estou sendo facil demais? Seria eu de fato um bobão, babaca, cego por amor se agisse desta forma?

Seria eu muito bom, ou muito 'bonzinho' para os atuais modelos e idealizações de amor? Sei que sou meio rígido e durão mas quero ser aquele cara que, apesar das perguntas sem respostas, duvidas cruéis, não me importo com o que vão dizer ou pensar. O fato é que eu desejo sim alguém, e que estou aprendendo a lidar com relações intimas e estou evoluindo, apesar de ter quebrado a cara todas as vezes que amei de verdade. E não é pq tenho esses desejos de 'querer ser aquele cara' que vou ser literalmente assim, mas que tenho um coração gigante, cheio de amor, sempre pronto pra ser amado.

Quero ser aquele cara paciente, que sabe esperar, que não se irrita facilmente, que não fica nervoso por besteiras, e que as vezes comete erros mas que é entendido e compreendido. Que é humano, e tem sentimentos fortes assim como todos.

Quero ser aquele cara divertido que podemos dar risadas juntos, ou mesmo longe um do outro, sem depender de memes ou tecnologia. Que seja pelo telefone, via skype, ou por simples mensagens de texto sms ou por email...

Quero ser aquele cara que mesmo puto com alguma coisa com ela ou dela vai dizer "eu te amo" antes de sair de casa pra trabalhar, ou antes de dormir.

Quero ser aquele cara que sabe que não é dos mais românticos o tempo todo mas que no final surpreende com uma lembrança de amor, mesmo que seja um tratamento especial no final do dia, com muitos abraços e beijos com aquela massagem nos pés, e ela adormecendo, e eu a cobrindo com lençol, apagando a luz, e deitando de conchinha ate ter a certeza de que ela profundamente dormiu em meus braços.

Mas peraí... eu já sou esse cara! O que falta agora é (re)encontrar ela...

22.8.13

Break Out


'When things are not moving
       The apple is not as sweet
       We shall take on the road.'